Posts in Category: Motivational

10 consejos para novatos del Jiujitsu 

10 dicas para iniciantes de Jiu-Jitsu

*por Felipe Costa - Cinturón negro, Bi-Campeon Mundial de Jiu-Jitsu 

 

 

  1. 10 consejos para novatos del Jiujitsu:

    1.- Asegúrese que la academia que escogiste tiene un perfil semejante al tuyo.

    Es comín que las personas se desaniman por un inicio difícil en el Jiujitsu, por eso lo ideal sería hacer una investigación antes de iniciar las clases y asegurarse que el profesor escogido tiene experiencia, es atento con todos los alumnos y no solo es el mejor y que le gusta lo que hace. En caso de que donde entrenas no te dan la debida atención, no pienses que eso es normal, pues no es. Mejor que dejar de entrenar es cambiar a una academia donde te sientas bien recibido.

    2.- La defensa personal es importante.

    Muchos profesoras actualmente minimizan la importancia de enseñar defensa personal, aunque básicas, algunos no saben y otros por pensarla obsoleta. LA defensa personal va a permitir un entendimiento de las técnicas en un futuro que hoy no te das cuenta, pero ello no es menos interesante. Sin duda el jiujitsu cambió a ser un deporte y la parte de la defensa personal quedó un poco de lado para algunos profesores, pero recuerda que todas las técnicas actuales, de alguna forma surgieron de lo básico. Conocer y entender lo básico es como tenes conocimiento de su historia y permite que no cometas errores con base en la experiencia previa.

    3.- EL jiujitsu brasileño es con kimono.

    Por más divertido que sea y por más que esté de moda, trata antes de aventurarte al llamado "No Gi", tener un buen entendimiento  de las técnicas de uniforme. Recuerdaa que siempre es más fácil adaptar una técnica o tu conocimiento de uniforme a ser sin él, que al contrario.

    4.- No llames a un atleta cinturón negro a luchar.

    Este consejo es un poco antiguo, pero muchos graduados se sienten ofendidos con eso. Es evidente que existen maneras y maneras de hablar cualquier cosa y no es una regla que los graduados siempre se ofenden. Pero debes saber que cuando digo que el más graduado sabe quien está disponible solamente por la manera en que la persona mira hacia el. Mira con humildad y ponte en disposición de el para entrenar y si el quiere entrenar contigo, irá a invitarte y garantizo que un entrenamiento donde fuiste invitado en vez de invitar, será mucho más agradable.

    5.- Confía en la técnica enseñada.

    Por más que al inicio pueda ser frustrante y difícil seguir entrenando cuando tu eres el estudiante más nuevo de la clase y todos te manejan, trata de defender usando el máximo de técnicas que ya aprendiste. En caso de que sientas sin opciones platica con tu profesor, pues generalmente el gustará de tener una retroalimentación de tus necesidades.

    6.- Pregunta a los más experimentados.

    Una de las cosas más agradables del Jiujitsu es el intecambio de información y puntos de vista para realizar una técnica. Siéntete en confianza para comaprtir tus dudas con los más graduados, pregunta que pudieras haber hecho para defender determinado ataque y lo mismo para no haber perdido esa 'casi' sumisión. Muchas veces los más graduados ya habrán pasado  por esas situaciones y podrán mostrarte sus atajos. En general los graduados adoran sentirse valorados y tendrán el mayor placer en responder tus dudas y tratar de ayudar.

    7.- Haz tu tarea.

    Es muy frustrante para un profesor dar su máximo enseñando una técnica o concepto y ver poco tiempo después que el alumno lo olvidó. HAcer muchas repeticiones es fundamental, lo mismo que tu juzgues que aquella técnica no es muy útil para tu estilo de juego. Recuerda que como novato tu estilo aún no está definido, entonces lo que parece inútil hoy podrá ser tu mayor triunfo en el futuro. Además de repetición, usa algunos minutos del día para repasar las técnicas mentalmente.

    8.- Se finalizado.

    Obviamente que no quiero ver a ningún alumno mío finalizado; esa frase sola genera mala interpretación, pero yo quiero que mis alumnos no tengan miedo de ponerse en una posición de desventaja y si eso resultara en ser finalizado, todo bien, que sirva de lección. Garantizo que en un momento de real peligro, por estar habituado al desconfort tus oportunidades serán mayores.

    9.- Arriesga

    No tiene el menor sentido entrenar como si estuvieras en un campeonato o con miedo de equivocarte. Existen los momentos para entrenar así y creo que el profesor sabrá orientarte cuando es eso, pero en una manera general aconsejo que siempre arriesgues, intentar cosas nuevas, la técnica del día... cuanto más diverso sea tu juego, mejores herramientas para definir tu potencial en el futuro.

    10.- Confía, se merecedor de confianza y principalmente diviertete.

    Nunca mantengas una sumisión después de tres "tapeadas". Si hubiera la menor duda o te pareció que tu compañero se rindió, suelta; es mejor la precaución que el malestar. Siendo confiable y confiando en sus compañeros y entrenadores el ambiente se vuelve más seguro y agradable. Si no te vas a divertir, entonces no tiene sentido. El Jiujitsu es algo apra el resto de la vida, cada etapa es muy buena, y es el mejor vicio que puedes adquirir! Buena suerte y que tu futuro sea brillante!.

    Felipe Costa, Cinturón negro

 

 

Traducción: AvacateBJJ

Feb 29, 2016 Categories: Academia BJJ Felipe Costa Jiu Jitsu Motivational

Fechar categoria é desconsideração, descaso e desrespeito.‏ 

Leia e entenda minha opinião sobre essa polêmica.

Dois atletas chegarem a final de um campeonato e simplesmente deixarem de proporcionar ao público a disputa pelo ouro, simplesmente por serem amigos, é uma incrível falta de consideração com a torcida. 

Dois atletas, diante de todo apoio dos patrocinadores e da mídia presente, resolverem que a disputa final não é necessária, pois já treinam juntos por demais e não precisam se testar diante do palco principal preparado para a final, é um descaso sem tamanho. 

Dois atletas avançarem pelas etapas iniciais de um torneio e, no ápice do desafio, quando finalmente será coroado o grande campeão, eles decidirem não se enfrentar pois treinam juntos, é uma falta de respeito com a organização do evento. 

 

Por isso que digo, o dia que um atleta profissional de TÊNIS fizer isso, eu nunca mais acompanho o esporte, pois vou ficar muito ofendido.

Tenistas brasileiros

Agora, se estivermos falando de Jiu-Jitsu, aí a coisa muda de figura E MUITO.

 

Vamos por partes:

 

DESCONSIDERAÇÃO: A TORCIDA presente não é composta de fãs do esporte. Na minha torcida, por exemplo, costuma ter minha esposa (preocupada em entreter meu filho, enquanto filma minhas lutas, tentando tremer o mínimo possível VIDE-VIDEO)

 

e menos de meia dúzia de amigos que vão para lutar (então por que não unir o útil ao agradável e ver um companheiro de treino competindo?). 

E sei que não sou exceção. Só vai a campeonato quem vai disputar, companheiros de treino se forem próximos e familiares no começo da "trajetória competitiva" dos parentes, pois depois de um tempo nem eles aguentam mais. 

Por essas e outras, argumentar que fechar a disputa entre amigos é falta de consideração não se encaixa para o Jiu-Jitsu. 

DESCASO: Vamos falar de maioria, pois sabemos que toda regra tem exceção. Portanto uma dúzia de nomes que vier a sua cabeça (se é que você vai conseguir pensar em tantos) não vai fazer frente com os milhares de outros que simplesmente não tem nenhum PATROCÍNIO.

O que é o patrocínio no Jiu Jitsu se não receber de algumas empresas, alguns kimonos? (OBRIGADO STORM KIMONOS que ajuda muitos atletas a fazerem parte da exceção, apoiando-os de forma diferenciada! Vale lembrar que estou focando na MAIORIA).

O que é patrocínio no Jiu Jitsu se não receber de um restaurante o direito de comer de graça e com sorte poder levar a namorada? 

O que é patrocínio no Jiu Jitsu senão ter um amigo ou aluno bem sucedido que se dispõe a pagar todas sua inscrições e ajudar nos custos das viagens? Obrigado a todos que fazem isso e apoiam algum competidor! Sabemos que vocês não terão retorno nesse investimento e nem encaram isso como um. Portanto isso é mais uma caridade do que patrocínio, portanto no meu entender até mais valioso (Se algum AMIGO CARIDOSO quiser me ajudar, você sabe onde me encontrar RISOS).

A MÍDIA do Jiu-Jitsu, cá entre nós é muito pouca. Sem dúvida, as mídias sociais dão uma proporção que ajuda e permite que cada atleta possa ser seu próprio divulgador ou páginas independentes ganhem seguidores suficientes e também ajudem na repercussão mas, se estamos falando da maioria, vamos ser francos, se formos depender de revista ou TV para ter algum prestígio no Jiu Jitsu, estamos perdidos. Quanto ao fato de algumas serem tendenciosas, vou me abster de comentar.

Por essas e outras, argumentar que fechar a disputa entre amigos é descaso não se encaixa para o Jiu-Jitsu. 

RESPEITO: Existe um acordo informal entre o competidor e as federações: Um paga a anuidade (carteirinha), paga por disputar os torneios organizados por ela e em troca ela lhe oferece um campeonato que cumpre o cronograma, boa arbitragem, local decente e limpo. PONTO

Não me sinto, nem você deve se sentir, injustiçado por não receber premiação em dinheiro por se tornar campeão Estadual, Brasileiro, Europeu, Panamericano, Asiático, Mundial ou seja lá que título surgir, pois isso simplesmente não é parte do acordo!

Eles NUNCA prometeram isso e você já SABIA disso antes de se inscrever! Não há do que reclamar, as regras são essas. Entra quem quer.

Agora a contrapartida é que se eu pago para lutar ( e não estou falando da inscrição propriamente dita, competir tem muitos custos que saem do nosso bolso: Mensalidade da academia, preparação física, alimentação, estadia, passagem, fisioterapia etc etc etc), eu também tenho o direito de decidir se vou lutar.

Se você quiser, pode se inscrever para lutar e não aparecer na primeira luta, afinal o seu compromisso é com o seu próprio investimento, as federações não estão te pagando para lutar, isso não faz parte do "acordo informal" que descrevi acima. 

Da mesma maneira, se você decide que ao vencer suas lutas iniciais e se deparar com seu companheiro de treino e amigo seu objetivo foi cumprido e prefere não lutar (seja na luta final ou antes), tudo bem! Mesmo argumento vale: NINGUÉM pode exigir o contrário, pois isso não foi acordado. PONTO

Por essas e outras, argumentar que fechar a disputa entre amigos é falta de respeito não se encaixa para o Jiu-Jitsu em torneios onde você paga para lutar, como na grande maioria.

Ontem aconteceu o Campeonato Estadual do Rio de Janeiro, pela FJJ-RIO ( a federação mais tradicional). Para ser campeão teria que fazer três lutas. Venci a primeira com uma chave de panturrilha (VIDEO de 20 seg ABAIXO),

 

 na semi final voltei a finalizar usando a técnica que inventei e batizei de PernaMura ( ou LegMura, se quiser esnobar rs). Há tempos venho fazendo em treino e finalmente consegui pôr em prática na competição. Se estiver curioso pode aprendê-la ao se registrar gratuitamente no meu site www.BrazilianBlackBelt.com

  

Na final encontrei com meu amigo e companheiro dos Treinos dos Leves, Bruno Valderrama (De La Riva).

Bruno e eu havíamos nos esbarrado anteriormente e chegamos a lutar duas vezes, mesmo já tendo dado um ou outro treino juntos, mas com o tempo passamos a treinar frequentemente, ele passou a me ajudar na evolução do meu jogo e eu (acredito) na do dele.

Criou-se aquela camaradagem que quem faz Jiu-Jitsu conhece e entende. Portanto hoje, ao nos encontrarmos na final não fazia o menor sentido lutarmos. Além das razões acima que são racionais, surgiu a questão emocional. 

 

Todo mundo não adora bater no peito e repetir a máxima de que: A "Equipe de Jiu-Jitsu é como uma família"? Então pronto! Dentro da minha família não precisamos provar nada à ninguém.

felipe costa e bruno valderrama jiu jitsu

Gravatar
Posted by Felipe Costa Jun 15, 2015 Categories: BJJ De La Riva Felipe Costa Gracie Jiu Jitsu Motivational Video BJJ

Confissões no Jiu-Jitsu: Já sofri muitas derrotas e atingi o fundo do poço inúmeras vezes 

MAS É EXATAMENTE POR ISSO QUE ME TORNEI CAMPEÃO

Peço desculpas se algum dos meus resultados te fazem pensar que sempre ganho OURO.

Já sofri muitas derrotas e atingi o fundo do poço inúmeras vezes. Por exemplo, só no Panamericano, lutei 7 vezes, e perdi nas finais de 2009, 2010, 2011 e 2014, isso vai sem mencionar uma derrota na semi-final em 2013 e nas eliminatórias em 2012.

 

MAS É EXATAMENTE POR ISSO QUE ME TORNEI CAMPEÃO nesse fim de semana.

Perder uma luta deixa uma sensação terrível de que todo o sacrifício feito até o momento do torneio foi em vão. Quando perco eu compartilho este mesmo sentimento, mas sei que perder faz parte do processo e isso é muito importante, é péssimo, mas todos nós precisamos experimentar e experiência é exatamente o que é. No último domingo, as minhas experiências anteriores me empurraram fisicamente, e no meu caso, principalmente psicológicamente para conseguir me concentrar em minhas vitórias. Ganhar ouro Panamericano de #JiuJitsu foi muito importante para mim, pois foi o único torneio da IBJJF que lutei mas ainda não tinha conseguido ser campeão na faixa-preta. 

Mas agora consegui!

felipe costa meme motivacional jiu jitsu

Eu nunca poderia ter feito sem a ajuda da minha família e amigos, todos e cada um de vocês são parte dela, eu sou 100% consciente disso e mais grato do que as palavras podem expressar.

Gravatar
Posted by Felipe Costa Apr 28, 2015 Categories: Felipe Costa Jiu Jitsu Motivational